Unidades de Educação começam a receber coletores de resíduos recicláveis

Incentivar a coleta seletiva e aumentar os pontos de coletas de materiais recicláveis. Esse é o objetivo do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis – Sanear e Secretaria Municipal de Meio Ambiente – Semma com a instalação de coletores em instituições de ensino e outros órgãos públicos da cidade. O Palácio da Cidadania, sede da Prefeitura, foi o primeiro local a receber o coletor e a equipe do Sanear iniciou a distribuição nas unidades de educação.

A Escolas Municipais Firmício Alves Barreto, Melchiades Figueiredo Miranda, Alfredo de Castro entre outros, estão com os seus coletores devidamente instalados e prontos para receberem os materiais recicláveis. “No ano passado fizemos inúmeras palestras nas escolas e, na oportunidade, pude conversar com cada diretor que se colocou à disposição do projeto. Neste ano, com tudo funcionando, começamos a efetivar a instalação dos coletores, a fim de facilitar a vida dos trabalhadores da coleta, bem como, instigar a comunidade a reciclar”, explicou a educadora ambiental do Sanear, Patrícia Karina Barbosa Ereio.

Ao todo, serão instalados 500 coletores e outros pontos de grande circulação de pessoas e fácil acesso também estão na lista para receber coletores, como o Horto Florestal, 18ª Grupo de Artilharia de Campanha (GAC) e o Arquivo Público Municipal, além de outros órgãos públicos municipais e estaduais. O responsável pela retirada dos materiais em todos os pontos é a cooperativa Nova Esperança, formada por catadores que antes atuavam no lixão, sem nenhuma condição de saúde e segurança.

O gerente de educação ambiental da Semma, Higor Hoffmann, ressaltou que podem ser descartados nos coletores apenas papel, plástico e metal, desde que estejam secos. Materiais eletrônicos podem ser descartados na Semma que fica na Avenida Poguba, em frente ao Horto Florestal e também no Mesa Brasil, localizado nos fundos do Sesc.

Comments are closed.